RETIRADOS MAIS DE 100 TONELADAS DE LIXO NO HABITAT DOS FLAMINGOS, NO LOBITO

RETIRADOS MAIS DE 100 TONELADAS DE LIXO NO HABITAT DOS FLAMINGOS, NO LOBITO

0 0

O resíduos sólidos, tem sido um dos maiores problemas na protecção e restauração das zonas humidas de mangais, estuários, lagunas da cidade do Lobito.

A falta de uma gestão eficiente destes resíduos no Municpio do Lobito tem colocado em risco a sobrevivência de todas espécies que habitam nestes ecossistemas húmidos, incluindo os flamingos, simbologia que representa a identidade da cidade do lobito.

Foi a pensar em todas as espécies que ali habitam com estas quantidade elevadas de resíduos solidos, que os voluntários otchivas arregraçaram as mangais, e conseguiram retirar dos mangais no Lobito, mais de 100 toneladas de resíduos diversos, desde pneus, sucatas, demasiados plasticos, e outros.

Para além da recolha do lixo, a campanha visou também a sensibilização e ducação juntos das comunidades locais, sobre a importância de se manter estes ecossistemas humidos sempre limpos para o bem estar de todas as espécies que habitam que ali habitam, como as aves migratórias, a destacar os flamingos, pelicanos, corvos marinhos e outros.

No fim da campanha foram vários os voluntários que mostraram-se indignados pela falta de interesse do governo local do Lobito, em proteger os ecossistemas onde habita o símbolo da própia cidade, alguns voluntários chegaram de acusar o governo local na preferencia de investir na cronstrução de muitos flamingos de pedra que têm sido espalhados por todo o municipio, do que o Governo apostar na protecção dos flamingos de verdade. Os voluntários também questionaram-se sobre as razões da falta de interesse do Ministério do Ambiente destes ecossistemas do Lobito, como zonas de conservação,  uma vez que albergarem importantes espécies aquáticas. 

Veja o Video AQUI ( Video da actividade)

Partilhar:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Precisas de ajuda?
Enviar via WhatsApp