Ministra Adjany Costa e o Embaixador da Bélgica constatam o estado dos mangais em Luanda com o Projecto Otchiva

Home / Notícias / Ministra Adjany Costa e o Embaixador da Bélgica constatam o estado dos mangais em Luanda com o Projecto Otchiva
Ministra Adjany Costa e o Embaixador da Bélgica  constatam o estado dos mangais em Luanda com o Projecto Otchiva
0 0

A Ministra da Cultura, Turismo e Ambiente, Adjany Costa, e o embaixador da Bélgica em Angola, Jozep Smets, constataram neste sábado o estado dos mangais na costa de Luanda. A visita que foi realizada, alusivo ao dia mundial dos oceanos que assinala-se amanhã dia 08 de junho, começou nos mangais da costa do Ramiros, no Municipio de Belas, onde os líderes políticos avaliaram os resultados positivos da reflorestação nos mangais da última feita pelos voluntários otchiva que contou com a participação do Vice Presidente da República, Bornito de Sousa.

Os mangais, que albergam 80% da vida marinha e com importantes funções ao longo da costa como protectores da acção erosiva das ondas, evitando enchentes e erosões, ainda assim,  estes ecossistemas encontra-se a ser destruído por todo o País, colocando em risco não apenas o desaparecimentos das espécies que dependem destes ecossistemas, como peixes, crustáceos, moluscos, como também coloca toda a orla costeira vulnerável, facto este que preocupa os voluntários do Projecto Otchiva que lutam para inverter o quadro desta problemática.

Durante a visita, a Ministra da Cultura, Turismo e Ambiente, realçou que para além das zonas húmidas ao longo da costa, como os mangais, urge também a necessidade de se olhar para as zonas húmidas do interior do País, e garantiu que sendo estes ecossistemas importantes para a reprodução e abrigo de espécies importantes aquáticas de grande valor, o seu Ministério que agora dirige também estará na linha da frente para a sua protecção, face a destruição massiva que ocorrem nestes ecossistemas.  Já para o Embaixador do Reino da Bélgica, Josef Smets, que solidarizou-se com a problemática que os mangais enfretam em Angola, e dada a sua importância, econômica, ambiental e social, o referiu que Angola pode contar com o apoio do Reino da Bélgica para a protecção destes ecossistemas.

A visita de constatação liderada pelos membros fundadores Otchiva, Márcio Nunes, Irsa do Prado, Monica e Fernanda Renée, estendeu-se pela orla costeira do Mussulo, onde também foi possível observar a destruição de muitas zonas de mangais, destruição estas, por entulhos de dragas de areia, para dar lugar a construções de residências, resorts e muitos outros empreendimentos que colocam em risco a segurança da própria ilha do Mussulo, uma vez que os mangais também têm a função de assegurar o solo.

De realçar que os mangais é o berçário da vida marinha, na qual podem ser definidos como sendo ecossistemas de transição entre estão associados a baias, enseadas, lagunas, estuários, etc, cuja s sua fauna está caracteriazada pelas especossistemas de transição entre ecossistemas terrestres e marinhos, caraceA visita foi guiada, pelos

Participaram também da atividade, o Administrador Municipal do Talatona, Ermelindo Pereira, acompanhado pela sua equipa de trabalho.

Partilhar:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Precisas de ajuda?
Enviar via WhatsApp